As inscrições foram encerradas no dia 21 de Agosto, muito antes do prazo anteriormente estabelecido. Para mais informações, veja nosso comunicado.

APRESENTAÇÃO

A relação entre alimentação e saúde está amplamente disseminada por recursos digitais de comunicação, ainda assim nos perguntamos como construir estratégias para nos auxiliar a comer melhor, garantindo Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (SAN): como realizar soluções locais criativas e eficientes em prol de uma boa alimentação para populações?

Esse curso foi desenvolvido no laboratório digital de educação alimentar (LADIG’E) da UFRJ, em parceria com UNIRIO e UERJ, e define os equipamentos sociais urbanos de SAN como ferramenta de educação alimentar e nutricional na defesa do Direito Humano a Alimentação Adequada (DHAA). Segue os moldes de educação à distância, totalmente gratuito e é parte da proposta do CNPq e MCTIC na construção de uma rede de enfrentamento à desigualdade social na América do Sul.

Envolve restaurantes institucionais ou comunitários, banco e mercados de alimentos, feiras de alimentação, cantinas escolares, centros de saúde e associações de moradores e cozinhas comunitárias como espaços de articulação de políticas sociais em prol da emancipação e do fortalecimento de populações vulneráveis.

PÚBLICO ALVO

Alunos e profissionais da área que já realizam trabalhos educativos ou que desejam desenvolvê-los futuramente, com escolaridade a partir do ensino fundamental, que estejam comprometidos com os direitos humanos à alimentação adequada (DHAA).

DURAÇÃO DO CURSO

Com inicio em 1º de outubro e finalização em 30 de novembro de 2018. Este curso requer uma dedicação de, ao menos, cinco horas semanais online para o estudo dos conteúdos e a realização de atividades na plataforma. Para melhor aproveitamento das aulas, das orientações dos tutores e dos debates, sugerimos que a entrega das tarefas seja semanal, a partir da entrada de cada módulo. Lembramos que a participação nos fóruns também conta pontos e é imprescindível para a proposta do curso.

MÓDULOS DO CURSO

  • Semana de ambientação – EAD e as novas técnicas de ensino aprendizagem;
  • Segurança Alimentar e Nutricional em equipamento social de alimentação – conceituação aplicada à prática de EAN;
  • Educação alimentar e Nutricional – construindo uma ética mínima para enfrentamento de situações de precariedade
  • Cultura e marketing – narrativas, histórias e propagandas
  • Construtivismo e ecologia – interação e complementariedade com ambiente
  • Ferramentas e redes digitais – análise e funcionalidade de imagens e símbolos da comunicação
  • Planejamento de ações e gestão – orientação de projeto
  • Avaliação do curso e do aluno

OBJETIVO DO CURSO

O curso de capacitação tem por objetivo que seus alunos:

  • Desenvolvam senso crítico sobre cultura midiática e marketing.
  • Compreendam a significação da noção de equipamento social.
  • Demonstrem conhecimento sobre o uso de ferramentas digitais para desenvolvimento de soluções locais de SAN.
  • Reconheçam a profunda relação entre comunicação e alimentação.

NÚMERO DE VAGAS

100 vagas

METODOLOGIA

O curso é desenvolvido em um Ambiente Virtual de Aprendizagem, no qual serão disponibilizados textos, videoaulas e exercícios. Cada módulo possui uma aula gravada, um texto base com roteiro norteador para leitura, e uma tarefa a ser realizada pelo aluno e compartilhada nos fóruns interativos.

CERTIFICADOS

Para receber o certificado, é preciso realizar 70% das atividades de compartilhamento em fóruns e entregar todas as tarefas de cada módulo.

Inscrições e informações sobre o Curso de Educação Alimentar em equipamentos sociais

36 thoughts on “Inscrições e informações sobre o Curso de Educação Alimentar em equipamentos sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *